Blog do Xit - Reportagem

Loading...

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

O que eu já fiz por Novo Aripuanã!


A mais de 20 dias sem escrever no blog, descansando curtindo um pouco das férias, decidir produzir um texto baseado nos filhos de Novo Aripuanã que com muito trabalho conseguiram galgar seus objetivos. Mas me bateu uma duvida inerente, uma pergunta que nos Estados Unidos é sempre lembrado para população: Não pergunte o que meu país pode fazer por mim, mas o que eu posso fazer pelo meu país? O que eu já fiz para melhorar meu municipio? Que melhoria eu já proporcionei para Novo Aripuanã? São questionamentos que pode ser visto com interposição, pois a grande maioria não é político e infelizmente esse pensamento sobre sair.
Vou citar alguns nomes para melhor compreensão do texto. Uma das famílias mais antigas aripuanenses, ALECRIM que até prefeito já fez em Novo Aripuanã, veja a constatação Dr. Wilson Alecrim tem um currículo maravilhoso, mas importante que o currículo é seu poder, foi Secretario de Saúde do Estado do Amazonas e tem muita influencia junto ao governador, entretanto que melhoria ele proporcionou para nosso municipio, eu não tenho certeza, mas acho que nenhum. Outro exemplo é bem sucedido da família FROTA, Dr. Hidembergue Frota que foi Reitor da UFAM, claro que sempre cita Novo Aripuanã em seus discursos, porém que projeto educacional, pólo universitário, trouxe para este municipio. Dizer que dependia do prefeito para mim é papo furado. Outro político influente, Sabino Castelo Branco, Deputado Federal, mas infelizmente não fez nada pelo municipio onde nasceu. Esses três citados são políticos que tem prestigio em nosso Estado, mas ter orgulho é louvável, mas não melhora em nada a vida dos aripuanenses.
Agora vou comentar sem citar nomes, pois para um bom entendedor meia palavra basta! Muitos empresários, filhos de Novo Aripuanã enriqueceram usufruindo os recursos minerais deste municipio, geram o mínimo de emprego aos filhos Aripuanenses. Outro empresário Aripuanense, dono de uma enorme transportadora que apenas manda alguns latões de tinta, de ano em ano para pintar a igreja Nossa Senhora da Conceição. Muitos até exaltam tal atitude, mas não sou demagogo talvez por isso muitas pessoas me denominem como polemico, pois não sei ser PS. Muitos empresários aripuanenses sonham em ser prefeito, ganham dinheiro multiplicam seus bens, e de vez em quando pagam duas, três grade de cerveja para os amigos e acham que já podem se lançar candidatos a prefeito, porém não tem nenhum projeto social e investem o seu capital todo em Manaus. Claro que existem exceções raríssimas de empresários que investem nesta cidade, geram empregos a pais de famílias. Observei que próximo ao porto de desembarque de Novo Aripuanã, montaram um estaleiro não sei de quem é, mas parabenizo por ter gerado emprego, pois nossa cidade ainda é muito dependente da Prefeitura.
Contribuir não significa só investir dinheiro nesta cidade, mas existem outras formas de buscar melhor qualidade de vida para população, além do dinheiro. Veja alguns exemplos de pessoas simples e humildes que deram e dão grande contribuição para nosso municipio: Sávio Colares, na época do GJT criou o FESTLENDAS e o FEMUNA os dois eventos culturais mais importantes de Novo Aripuanã, outro exemplo Mario Cesar que mesmo sem ganhar nem um centavo dedica seu tempo a realizar o Campeonato de Peladas de Novo Aripuanã (Peladão), os representantes das danças folclóricas que dedicam, abdicam de suas vidas por três, dois meses e no final do festival sobram só dividas.
Na verdade essa pergunta que dá nome ao titulo do texto, é muito pertinente, pois falamos, demonstramos todo nosso amor por Novo Aripuanã, mas analisando e fazendo uma reflexão percebemos que fizemos muito pouco por esta cidade tão maravilhosa, acolhedora. Muitas idéias passam pela minha cabeça, uma que eu achei interessante e que poderia por em pratica é da época do GATREMA. Há algumas décadas atrás não poderia ser feito, veja como podemos fazer. Muitos Universitários Aripuanenses estudam em Manaus, são médicos, dentistas, bioquímicos, enfermeiros, nutricionistas, assistentes sociais, psicólogos, pedagogos, professores em todas as áreas da educação, engenheiros, administradores, músicos etc. Nós que somos jovens universitários estamos cheios de conhecimentos latentes, idéias e ideologias em prol de uma sociedade mais justa e igualitária, temos ainda à vontade em modificar o mundo, de renovar e revolucionar o meio que estamos inseridos. Podemos sim! Através de uma ação conjunta, entre todos os estudantes e profissionais filhos de Novo Aripuanã que residem em Manaus ou em outro estado, ou país. Tire suas férias em dezembro e venha a Novo Aripuanã, vamos realizar palestra, eventos culturais, ações sociais etc., e servir de bons exemplos a essa juventude tão desestimulada, ociosa, transviada. Contudo, sempre culpamos os políticos, mas não fazemos nada para modificar a situação em que se encontra nossa cidade, falamos, usamos a teoria, entretanto não colocamos em pratica. Participe dessa ação!

Mais uma morte misteriosa em Novo Aripuanã!


Sábado passado (22 de janeiro de 2011) o Sr. Paulo Frota fez sua ultima viagem para o rio Mariepaua, próximo a localidade do “Quatá” um Regatão encontrou sua voadeira a deriva com a rebeta do voador para cima e no neutro. Assim que encontraram a voadeira deram o alerta em nossa cidade e a policia militar foi ao local onde estava o transporte. Algumas noticias rondaram a nossa cidade no domingo, de que Sr. Paulo Frota iria pagar seus funcionários e estaria levando muito dinheiro, de que sofria do coração e pressão alta, entretanto só a policia militar poderia repassar tal informação.
Nesta segunda-feira a família FROTA enviou para Novo Aripuanã alguns bombeiros da capital para tentar encontrar o corpo, e nesta terça-feira encontraram no fundo do rio Mariepaua o corpo do empresário Paulo Frota. Segundo o medico o empresário estava com escoriação na cabeça e não havia morrido afogado, como Novo Aripuanã não oferece condições de diagnosticar, a família levou o corpo para o IML de Manaus para descobrir de que Paulo Frota morreu. Mais uma morte misteriosa em nossa cidade!

Onde Novo Aripuanã vai parar!


Onde Novo Aripuanã vai parar! Quinta-feira dia 20 de janeiro, aconteceu um blecaute em nossa cidade, quase uma hora sem energia, segundo o Agente da Amazonas Energia, as máquinas estão sucateadas e funcionam a mais de 20 anos. Ficar sem energia em Novo Aripuanã já se tornou rotineiro, e não é, mas novidade, entretanto o incrível foi que nesta noite assaltaram três comércios ao mesmo tempo em nossa cidade.
Antes era roubo isolado, agora são “quadrilhas” que planejam maliciosamente o que vão fazer. Infelizmente a impunidade e a criminalidade se revigoram em nossa cidade. Até agora ninguém foi preso...

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Feliz ano “Novo Aripuanã”!


Comecei a escrever comentando esta frase que tem grande significância para quem passou o ano com dificuldade. Neste caso faço uma analogia com Novo Aripuanã, ficamos praticamente este ano de 2010, sendo governados, comandados por uma administração incompetente, irresponsável e medíocre.
Vamos fazer uma retrospectiva do ano que passou, logo no começo do ano foi realizado o Carnaval de Blocos, no entanto a marca principal do evento foi à falta de organização, nesta mesma data começou o ano letivo municipal, escolas todas depredadas, sem iluminação, sem merenda, sem climatização adequada, sem material escolar e pedagógico, na realidade começou como dizia meu avô “na marrar!”
Neste mesmo período chegaram às máquinas para asfaltar nossas ruas, foi uma verdadeira novela, a primeira construtora asfaltou apenas a metade de uma rua, ganhou dinheiro e se mandou deixando dividas que, mas tarde atrasou o trabalho de asfaltamento. Apesar da pilantragem da construtora anterior o asfalto tornou-se realidade a apenas um terço da população, a maioria dos bairros continuam com ruas esburacadas, sem esgoto, e com muita lama.
Quantidade não significa qualidade, veja o exemplo à prefeitura estava lotada de funcionários (saindo pelo ladrão - até fantasma), entretanto faltava organização, ninguém sabia quem mandava, os lixos ficavam semanas até meses sem recolher. Outra constatação é de que tem mais ou menos 300 professores no quadro municipal, sendo que em nosso municipio tem apenas 125 salas de aula. Então temos quase dois terços de professores excedente, poucos trabalhando e muitos usufruindo do trabalho dos outros. Infelizmente, os conchavos, contratos políticos, e a falta de respeito com a população ribeirinha em deslocar vários professores sem um planejamento adequado, unicamente com interesse em votos.
Novo Aripuanã só conseguiu o asfalto porque era um ano político, e para garantir votos para o até então vice-governador, claro que teve efeito, e o governador eleito obteve mais de 80% dos votos, obras de fato eleitoreira que ilude o povo. Infelizmente o povo acaba esquecendo dos mais de oito anos sem asfalto, sem médicos de qualidade, de obras inacabadas (colégio no bairro do tucumã), a falta de segurança etc.
Na política ficamos no impasse da troca de prefeitos eu sempre comentei em meus textos que qualquer prefeito governaria melhor que o Peixoto Pinto, até pela falta de conhecimento, de ter uma ideologia de senhor de seringal, de regatão. Estamos com apenas 3 meses com administração do novo prefeito, Mina Santana, mas é notório que Mina já fez mais que Peixoto em 2 anos, ou seja, Peixoto não fez nada, ou melhor, fez! Encheu a prefeitura de funcionários fantasmas, destruiu o patrimônio publico, até o FestLendas quem realizou foi os representantes das danças que elaboraram um pequeno projeto e entregaram para o governador no valor de 50 mil.
Sei que a administração atual tem muito que fazer, espero que consiga por em pratica pelo menos um terço de seu projeto de governo, hoje a cidade está limpa e os funcionários municipais atualmente trabalham e cumpre seu horário na repartição, haja visto que como dizia minha avó estava tudo a “locer”, ninguém sabia quem mandava. Muitos habitantes de Novo Aripuanã foram contra a uniformização dos garis e de alguns funcionários, no entanto a farda tem grande significância para o trabalhador, pois distingue dos outros funcionários e economiza roupa. Qualquer lugar do mundo são exigências o uso de farda, o problema é que o povo infelizmente está mal acostumado.
Portanto, mas um ano se vai e temos novas perspectivas e esperança em mudanças em Novo Aripuanã, nossa fé se renova a cada final de ano se restaura, se revigora na expectativa em ver nossa cidade desenvolvida e prosperada. Que este ano de 2011 seja um ano prospero e, sobretudo feliz para população aripuanense.

Única opção! La Vida Show Clube!


Todos os anos comemoramos o Natal e Ano Novo junto aos nossos familiares, das pessoas que nós amamos e que nos amam, brindamos felizes o nascimento de Jesus Cristo, comemoramos mais um ano que se vai, das alegrias, tristezas e às vezes frustrações do ano que passou. Neste ano comemoramos com uma belíssima festa o aniversario da cidade, o povo foi à rua se divertir e homenagear a mais bela cidade do rio madeira.
Quando chega ao final do ano, vários moradores aripuanenses que residem em Manaus se deslocam para nosso municipio, para comemorarem próximo aos seus familiares, após a confraternização, dos abraços, dos beijos, dos desejos de feliz natal e de um prospero ano novo, pairam algumas duvidas: ficar junto aos familiares ou ir para o La Vida Show Clube? Única opção de diversão entre as boates aripuanenses, mas uma vez sem que haja um planejamento os donos de clubes deixam a desejar, não buscam atrações que agradem a população, todos conhecem as musicas de “fio a pavio”, sobretudo quem mora próximo do La Vida, Amazon Nite, ou Rebojo. Todos finais de semanas convivemos com a mesmice, e na única data especial empurram qualquer coisa como atração. Não sou contra os músicos aripuanenses, mas um ano todo ouvimos as mesmas musicas, os mesmos cantores e as mesmas bandas.
Este ano conheci outra opção de lazer Auto Posto Land Rover, de Newtinho Aroucha, alem de fornecer cerveja gelada encontramos boa musica, som acústico, musicas românticas, sertanejo e rock internacional, sempre embalado pela voz inesquecível de Nirode Aroucha, atende a todos os pedidos sem hesitar. Outra opção é comprar sua cerveja e convidar os parentes e amigos para comemorar em casa a chegada do Ano Novo até o amanhecer.
Lembrei de uma passagem no ano de 2001 quando o prefeito Adiel Santana realizou um ano novo em frente à escadaria municipal, três bandas foram contratadas e os donos de clubes questionaram a falta de apoio e que estavam tendo prejuízo, pois dependiam das festas para se sustentarem. Não sou contra os clubes, mas acho que precisamos de outra opção, alem do La vida. Fica um lembrete aos donos das boates que organizem eventos planejados e não percam a coragem em arriscar, tente, pois não deixe que se perca no tempo como o Flamengo, Fluminense e Palmeiras.

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

55 anos de esperança!


Após 55 anos de idade, Novo Aripuanã apresentou uma festa merecida, teve inicio dia 17 com a participação de bandas gospel, que pena da não participação de uma banda católica. Infelizmente o tempo não ajudou a chuva atrapalhou a participação da população.
No dia 18 às 17 horas aconteceu a final da copa de futsal aripuanense, uma das coisas que particularmente achei interessante foi não ter colocado o nome de um político qualquer esperando patrocínio. Coisas simples que até então melhoram e tornaram-se mais seguro a participação do povo na quadra deteriorada. O jogo terminou 2X2 entre Prefeitura e Amazonas Energia, e nos pênaltis Amazonas Energia sagrou-se campeã de 2010. Logo após os termino do jogo inicio-se o show no palco em frente à Prefeitura Municipal, um momento inesquecível foi à apresentação de algumas senhoras que estavam presente na assinatura da ata em 19 de dezembro de 1955, dentre as pessoas homenageadas estavam: Dona Angelina Gonçalves, Marcina Sodré, Eli Santana, Geranilza Weckner e Dioneia Mittouzo, brindaram junto com o prefeito pelos 55 anos desta cidade tão maravilhosa e acolhedora.
Após a cerimônia a Banda Lider adentrou no palco e começou o show, entretanto houve uma homenagem aos cantores que animavam as festas em outras décadas, Aclimar Alfon cantou musicas que outrora cantava no Palmeiras e Flamengo, Francisco Gouveia relembrou da época do antigo chapéu de palha e contagiou à galera presente, Lene Weckner fez o momento romântico e Toninho Cardoso relembrou da época em que aconteciam as festas aos domingos para as crianças.
Há 00 hora os fogos saudaram aos 55 anos de Novo Aripuanã, foi oferecido a população um bolo de 6 metros de comprimento, infelizmente não poderia deixar de falar da falta de educação de alguns delinqüentes que estragavam o bolo atirando na população. Emocionante foi ver a população feliz, sobretudo quando foi cantada musica em homenagem a cidade, não sei o nome da musica, mas uma frase dela me fez refletir sobre Novo Aripuanã: “... Marcas do que se foi, sonhos que podemos ter, quando todo dia nasce, obrigado amanhecer!”
Passou um filme na minha cabeça, lembrei de quando era criança e ficava horas esperando a Banda Máquina Quente e Palmerson, do FEMUNA quando era realizado na quadra municipal, das atrações e da esperança refletida nos olhos da população.
Mas o ápice da festa era a atração nacional a dupla sertaneja universitária Nil e Natam, que animaram a população com musicas atuais. Após os sertanejos voltou ao palco a Banda líder e em seguida a Banda Stilus que encerrou às 6 da manhã. Único problema que eu presenciei foi à truculência do Secretario de Esporte, de que não sei seu nome, e não sei se ele é policial, mas que estava prendendo, batendo e humilhando. Se ele é policial deveria se identificar, entretanto ele deveria está se divertindo e não fazendo papel de policia, haja visto que a briosa corporação policial estava fazendo o seu trabalho brilhantemente.
Parabéns ao prefeito que demonstrou que mesmo não sendo nascido em Novo Aripuanã, confirmou ter um amor inquestionável pela cidade que acolheu sua família maravilhosamente, e mesmo estando cansado marcou presença na reunião dos professores no dia 19. Parabéns a todos aripuanenses e que a esperança se revigore em cada coração tucumaense.

Mais um festejo acabou!


Do dia 29 de Novembro ao dia 08 de Dezembro a cidade respira o maior festejo religioso e mais importante de nosso municipio, festejo da padroeira Nossa Senhora da Conceição, mãe imaculada Maria. Alguns fatos ficaram registrados em nossas lembranças como: a canoa de entrada, com as luminárias iluminando o rio Aripuanã e o caminho da Imaculada Conceição.
Um fato que passou despercebido foi o festival de musica mariana (FEMANAP), de que a musica campeã foi de um interprete e compositor evangélico, merecidamente e um grande bom senso dos organizadores em permitir que um evangélico participasse do festival. Parabéns a todos organizadores do FEMANAP, pela excelente idéia mesmo contrariando a vontade e o egocentrismo de alguns religiosos.
A comunidade católica aripuanense passou um ano esperando o maior evento religioso de nossa cidade, nossas angustias, decepções, sofrimento, desesperança são abonados pela fé em nossa padroeira. A participação popular este ano foi marcante, há muito tempo – desde quando o arraial passou a ser realizado na quadra coberta – que o povo não participava em massa, mas fica um duvida de que o objetivo do festejo é exclusivamente arrecadar recurso financeiro para igreja? Ou resgatar cordeiros perdidos em caminhos sinuosos? Entretanto a fé do caboclo aripuanense não se abala e muito menos balança, diante dos problemas enfrentados em nossa vida cotidiana.
Ouvir um prefeito jovem de Nova Olinda do Norte falar, que nunca devesmo perder a esperança, foi um acalanto a vários cidadãos aripuanenses de que Novo Aripuanã pode sim melhorar, perceber o espírito de empreendedorismo do prefeito novolindense fez com que muitos jovens observar-se a política de outro jeito.
Parabéns a todos os organizadores do festejo 2010, que Nossa Senhora da Conceição abençoe está cidade e a população tão sofrida.